Centrais Diesel, 1929-30. Câmara Municipal de Oeiras, Arquivo Fotográfico do MPN. Foto: J.N.Ribeiro

Centrais térmicas a Diesel da Fábrica da Pólvora de Barcarena: 1924 e 1929

As Centrais Diesel, instaladas na década de 20 do século XX, na margem direita da Fábrica, tinham como objectivo produzir energia para os quatro Engenhos de Galgas de ferro fundido, também dos anos 20, instalados no Edifício das Galgas.

Em períodos de insuficiência de água, estas duas centrais, com capacidade para produzir corrente contínua, apoiavam a Central Hidroeléctrica.
A primeira central foi alojada na antiga Casa das Caldeiras a Vapor, em 1924. Equipada com um motor Deutz, estava protegida por uma estrutura de ferro e vidro, que hoje já não existe.
O motor Diesel de 1929, com uma potência de 200 HP, foi instalado num edifício Arte Nova, onde anteriormente se localizava o tanque de armazenamento das caldeiras da Central a Vapor.
Na reconversão do espaço, a área onde estão instalados os geradores Diesel ficou conhecida como Praça das Energias, em jeito de homenagem à última grande revolução tecnológica vivida pela Fábrica

Fabricante:

Vários

Época de Fabrico:

Década de 1920

O que pode ver

  • Centrais Diesel, 1929-30. Câmara Municipal de Oeiras, Arquivo Fotográfico do MPN. Foto: J.N.Ribeiro Centrais Diesel, 1929-30. Câmara Municipal de Oeiras, Arquivo Fotográfico do MPN. Foto: J.N.Ribeiro
  • Interior da Central Diesel de 1924. 1963. Foto: Óscar Coêlho da Silva. Câmara Municipal de Oeiras, Arquivo Fotográfico do MPN Interior da Central Diesel de 1924. 1963. Foto: Óscar Coêlho da Silva. Câmara Municipal de Oeiras, Arquivo Fotográfico do MPN
  • Centrailtérmica a diesel da Fábrica da Pólvora de Barcarena Centrailtérmica a diesel da Fábrica da Pólvora de Barcarena
  • Centrail térmica semi-diesel da Fábrica da Pólvora de Barcarena Centrail térmica semi-diesel da Fábrica da Pólvora de Barcarena